uma dor num lugar que é difícil de apontar

Photo by Wes Hicks on Unsplash

entre quatro paredes
no mesmo endereço
mas não me sinto em casa
volte para me buscar
estarei acesa
de madrugada
sonolenta de dia
fugindo do carteiro
que me traz notícias
eu não sinto teu sabor faz tempo
estou aprendendo
as coisas mais importantes
ninguém ligou de me ensinar
você se arruma
passa perfume
eu sinto o teu cheiro de longe
antes de entrar pela porta
eu sonhei com isso há tempo
precisei tirar da minha mente primeiro
e não levar comigo na mala
você me deixa gritante
eu também juro, são flores de um longo inverno
dores infernais correm pela pele
uma hora sai
você recupera a paz
eu usaria o meu vestido favorito pra te ver
era só me convidar
querendo sair do casulo
mudar de pele
dançar que nem as cobras
desafiar qualquer limite
um passarinho testando as asas pela primeira vez
um novo dia
onde dor e poesia não rima.

--

--

--

Gostou de um texto? Contribua com o meu trabalho pagando um cafezinho. ☕️ Pix: (71) 98774-5420

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Gabi Blenda

Gabi Blenda

Gostou de um texto? Contribua com o meu trabalho pagando um cafezinho. ☕️ Pix: (71) 98774-5420

More from Medium

Part Three: Exotic

Living it Up in Lisbon: Part 1

Understand the difference between motion and action to drive progress

Bias of Rittenhouse Trial